Pular para o conteúdo principal

Nº de visitantes:

eee
TemTudo em Diversões
Onde Comprar
encontrar
ser humana

Executiva larga tudo no Brasil e remodela a vida num lifestyle minimalista e criativo em Amsterdam

Gisele Medeiros, 37 anos, conta no livro Ser Humana porque se mudou com dois filhos pequenos e o marido para Holanda: para reinventar a relação entre a vida e o tempo
Publicado por temtudo-on
postado em03/11/2020 - 11:30
semComentário
l

O que leva uma executiva se mudar para Amsterdã, com um filho recém-nascido, uma de três anos e o marido, num lifestyle mais simples e minimalista? Gisele Medeiros, publicitária de 37 anos e Giuliano, designer, 40 anos, deixaram uma vida confortável e os quase 40 graus de fevereiro no Brasil em 2018 para encarar 17 negativos na Holanda. A trajetória do casal está contada no livro Ser Humana, que tem sua segunda edição lançada esta semana. 

“A nossa escolha não foi motivada por uma melhor qualidade de vida, segurança ou educação para os pequenos. O que queríamos era tempo. Queríamos experimentar o trivial, estar com nossos filhos por mais horas, sem terceirizar aquilo que achávamos serem os momentos mais importantes. Queríamos pensar a vida e a carreira criativamente. Escolher nosso próprio modelo.”, conta Gisele.

A autora, que também é especialista em Psicologia Positiva e Ciência do Bem Estar pela PUC, em Gestão de Negócios pela FGV e Marketing pela ESPM, destaca que os modelos profissionais pós maternidade penalizam não apenas as mulheres, mas toda a sociedade. “No Brasil, modelos de trabalho híbridos e flexíveis ainda não são a prática, assim como vemos na Europa. As opções eram abrir mão do tempo com meus filhos ou da carreira. Eu não queria nenhum dos dois cenários e assim a busca por um caminho do meio me inquietou por bastante tempo. Além disso, essas não são mais opções viáveis para a maioria de nós, já que um quarto das famílias brasileiras é liderada por mães solo. Ou seja, mulheres que precisam estar presentes e serem bem remuneradas porque suas famílias dependem delas”, comenta Gisele.

Uma possibilidade, segundo ela, é experimentar diferentes caminhos, ainda que com ações simples, retomando o protagonismo que temos para pensar criativamente nossas escolhas de vida. “Estamos desacostumados a olhar para nós mesmos e avaliar o que funciona ou não para nossas famílias. O medo do novo e a paralisia por análise (hiper-reflexão) são outras barreiras a serem enfrentadas”, relata a autora. 

A atenção excessiva (conceito que vem da logoterapia) acaba por provocar exatamente o que tememos. Ao passo que uma intenção forçada - a hiperintenção - torna impossível aquilo que se deseja muito. Para evitar isso, é preciso relaxar um pouco e seguir os próprios instintos para chegar aos caminhos que apenas cada um pode trilhar. Segundo Gisele, “nossa intuição anda enferrujada, é preciso aprender a olhar para dentro, sendo necessária a originalidade para criar nossos próprios modelos vem de nós e da nossa história”.

Escolhas simples e vida criativa

sÉ essencial tomar as rédeas das próprias escolhas. E foi o que Gisele fez. Logo após a segunda maternidade decidiu remodelar completamente a vida para a versão mais simples possível. Acreditava que seria uma melhor mãe se estivesse feliz. Desde 2018, resolveu se aventurar para uma vida mais simples e criativa na Holanda. “Desde então experimento e empreendo, buscando criar uma rede colaborativa entre criativos. Um trabalho sem crachá e sem limites geográficos, onde cada uma empresta um pouco da sua especialidade para ajudar novos empreendedores em sua missão de comunicar sua mensagem para o mundo. Além disso, produzo conteúdos sobre empreendedorismo feminino, entrevistando  mulheres em carreiras criativas em diferentes partes do mundo, do Egito à Polônia”, comenta.

Logo que chegou por lá escreveu o blog “The Brave New Life”, em que postava textos sobre felicidade e uma vida mais simples, além de cartas para sua primeira filha. Porém, os depoimentos e reflexões foram tomando forma e ganhando repercussão: o site tem mais de 60 mil visualizações. E assim deu origem ao livro Ser Humana, que leva prefácio do autor e palestrante Marcos Piangers, conhecido pelo livro “Papai é Pop”. Ele declara “Gisele (...) escreve lindamente na Internet, eu leio a 10 mil quilômetros de distância e quero ser melhor amigo dela. Tenta explicar a vida, a sensibilidade feminina, a intuição, os dias difíceis e os mágicos. Uma vez me disseram: nasce um filho, nasce um blog de mãe. Nasceram a Nick e o Théo, nasceu o blog, e agora nasceu o livro. Uma delícia de livro, pra ler na praia, jogado no sofá em um sábado de tarde, em uma noite solitária, no ônibus indo pro trabalho. Um livro para se emocionar e se sentir acompanhado. Um livro para quem quer ter uma melhor amiga. Para ler em algum lugar do mundo. Onde existir felicidade”.

A expectativa de Gisele é que o conteúdo auxilie outras mulheres na construção de uma visão mais positiva e inspiradora a respeito de seu potencial criativo. “Não consigo imaginar um mundo privado do talento criativo das mulheres. Acredito que a reconciliação entre gêneros, entre nossos papéis e nossas próprias expectativas é o caminho mais eficiente para construirmos o mundo que queremos para nós e para nossos pequenos, e é isso que busco em cada uma das linhas que escrevo”, explica.

O livro Ser Humana está a venda pelo site https://www.thebravenewlife.com/ser-humana e também disponível no Kindle. Os exemplares vêm acompanhados de cartões para presentes com frases como “Você é minha Ser Humana preferida” e são uma boa alternativa de presente neste Natal para mulheres que precisam de um tempo para reconsiderar tudo aquilo que traz felicidade e que por algum tempo foi ignorado: carreira, relacionamentos, tempo, fé e tudo mais que as faz valentes e imperfeitas.

Serviço

Onde comprar: 

Versão física na site da marca https://www.thebravenewlife.com/ser-humana

E versão digital no Kindle ou loja da Amazon. 

Sobre Gisele

Gisele Medeiros é publicitária e escritora. Tem especialização em Marketing pela ESPM, Gestão de Negócios pela FGV e Psicologia Positiva e ciência do bem-estar e autorrealização pela PUC. Dedica-se a criação de conteúdos diversos, que vão desde a comunicação à felicidade de uma vida mais simples. Em suas produções destacam-se especialmente os temas relacionados ao feminino e ao incentivo de um experienciar criativo da carreira por parte das mulheres. Hoje vive com seu marido e dois filhos na Holanda. Seus relatos sobre este novo tempo podem ser vistos também no blog https://www.thebravenewlife.com/

Escreva seu Comentário

Restricted HTML

  • Tags HTML permitidas: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.

Útimos Posts do Blog

Últimos Comentários